03 - novembro/2015

Foi somente nesse ano de 2015 que comecei a planejar a minha vida – literalmente!  Mais precisamente em julho/2015, comecei a colocar tudo no papel, meus sonhos, vontades, loucuras e até mesmo a compra do supermercado. A gente – eu e você – lê muito sobre planejamento por ai – e da real importância dele – mas, é de se espantar o número de pessoas que não se planejam (eu era uma delas) e como elas perdem por não fazer isso.

Eu não fazia porque, simplesmente, me considerava uma pessoa planejada, centrada, organizada…. blá blá blá! Que nada! Até você ter tudo no papel | computador | celular, você não tem nada de planejado! Então, esse post é para você que, assim como eu, está começando.

frase

Frase que compartilhei no meu Instagram @daianagrummt

Apesar de eu acreditar muito no livro “O Segredo” e ter a fiel convicção de que tudo que emitimos-atraímos, não estou aqui para falar sobre isso, sobre suposições. Fazer listas é comprovado e assinado em baixo pelas pessoas mais bem-sucedidas no mundo, ou seja, de bobagem não tem nada. E apesar de ter começado minhas listas somente em julho, já posso ver um resultado significativo na minha vida.

Sou defensora do planejamento por vários motivos, alguns deles são:

  • Eu tenho real visão de tudo que desejo.
  • Consigo estipular ações estratégicas para o alcance do resultado.
  • Minimizo os obstáculos.
  • Me sinto mais feliz com cada etapa concluída
  • Tenho mais certeza de estar no caminho certo
  • Acordo mais motivada
  • Tenho mais organização em dois assuntos muito importantes: tempo e dinheiro

E fazendo jus ao título do post, estou aqui para compartilhar com vocês como comecei minhas listas.

day-planner-828611_640

PARA ONDE EU VOU? 

Primeiro de tudo é importante saber o que você quer realizar lá na frente, por ex: como você se vê daqui 10 anos, o que você quer ter realizado? Sei que muitas vezes é difícil ter uma visão tão longa mas, ela é fundamental para planejar seus passos hoje. Como comecei agora – e também mudei recentemente de carreira – meu planejamento maior é para cinco anos e tenho planejamento menores para cada ano também.

SEU JEITO É O JEITO CERTO

Sempre me falavam de aplicativos, softwares e blocos de notas. Mas, descobri que esses modelos não fazem o menor sentido para mim (comece a identificar o que te impede de fazer planejamento). Eu sou do papel, gosto de livros – e de grifar com marca texto – não gosto de ler no tablet por isso, tinha dificuldade em abraçar o planejamento digital. Fui fazer como me sentia confortável. Hoje tenho um caderno de capa amarela – cor que me sinto bem – só para meus planos.

DIVIDIR É FUNDAMENTAL 

Eu sempre fazia a famosa listinha de metas a cada novo ano. E isso não ia a lugar nenhum. Desmembrar seus sonhos é fundamental. Eu tenho uma página de sonhos incríveis – aqueles que a gente acha surreais, uma página para metas desafiadoras porém, alcançáveis para cinco anos, uma página de metas para cada ano e dentro dessas mesmas páginas, uma página desmembrando cada sonho com o máximo de informações possíveis: quanto vai custar, o que eu preciso fazer, como eu vou me sentir quando realizar, quem vai me ajudar, quando será realizado e etc…

esquema de planejamento

Nada de rir do meu desenho!

ESTAR SEMPRE À MÃO

Meus planos (caderno) estão na minha mesa de trabalho, prontos para serem consultados o tempo todo. Assim, me mantenho conectada com eles, além de poder revisa-los, muda-los e melhora-los sempre.

O planejamento que fiz de julho para cá já está 70% atingido. Muita coisa aconteceu sem eu me dedicar diretamente aquilo. Não sei explicar, só sei que é maravilhoso ver item por item ticado.

COMPARTILHE
13 - outubro/2015

No começo de 2014, eu fiz uma publicação no Instagram (segue lá @daianagrummt) a respeito do “Pote da Gratidão” e teve uma repercussão muito legal. Basicamente, eu deixava um pote e um caderninho visíveis na minha casa e quando acontecia algo de extraordinário no meu dia eu escrevia em uma folha, dobrava e colocava no pote. No final do ano, eu abria o pote e lia todos os bilhetes.

FB-POTE-DE-AUTOESTIMA

Porque eu fazia isso? Tenho um perfil comportamental muito crítico e tinha dificuldades em ver o quanto eu tinha progredido e conquistado durante o ano em dias de balanço pessoal, geralmente feitos em aniversários e réveillons. Com os bilhetes, eu lembrava claramente de todos os momentos fantásticos que tinha vivido e isso me trazia um sentimento enorme de gratidão e me dava mais força ainda para continuar.

moleskine

Como me contentar não está em meus planos, fiquei me perguntando para quê esperar o final do ano para ler tudo de bom que teve em meus dias? Parti para o “Caderninho da Gratidão”. Nele, escrevia todos os dias três coisas as quais eu era grata naquele dia. Para consultar sempre, o caderninho era mais prático que o pote. Mas, também não me contentei com isso….

notes-514998_640

É comum entre adolescentes manter um diário, principalmente nós mulheres. Fazemos isso porque temos necessidade de escrever sobre nós, de colocar no papel pensamentos. E isso, de certa forma, é uma terapia. Lendo seu próprio diário é como se você tivesse maior entendimento sobre você mesmo e seus atos.

Como tenho estudado muito sobre comportamento humano e empreendedorismo, fica cada vez mais claro para mim que as respostas para nossas dúvidas estão todas em nós mesmos e que a base para o sucesso é um autoconhecimento muito profundo e verdadeiro. Então, compartilho com você os benefícios de se manter um diário, mesmo sendo adulto:

GRATIDÃO, FÉ E RECONHECIMENTO

Seguindo a mesma linha do pote e do caderninho, o diário lhe dará motivos para ser grato por tudo que já conquistou e até mesmo pelos seus sonhos ainda não alcançados. Ler o que você já enfrentou para chegar onde está lhe proporcioná grandes sentimentos como a gratidão, ae o reconhecimento pessoal (se você não acredita em você mesmo ninguém fará).

DISCIPLINA

Para que o projeto “Diário Pessoal” dê certo é preciso assumir um compromisso. É preciso colocar como prioridade. De nada adianta escrever um dia e só voltar a escrever dois meses após. Esse compromisso lhe trará disciplina e iniciará um novo hábito saudável em sua vida. E o que somos se não um apanhado de hábitos?

ANÁLISE E AUTOCONHECIMENTO 

Como disse acima, precisamos nos conhecer. Saber quem somos e o que queremos. E contando seus acontecimentos diários, assim como seu comportamento e decisões, fará você ter uma clareza de quem você é e onde quer chegar. Ler sobre suas atitudes fará com que você encurte a distância entre você e sua essência.

Nossas histórias fazem quem nós somos. Pelo “Diário Pessoal” é possível nos analisarmos, definirmos nossa rota e muda-la sempre que necessário. Também é possível corrigir erros, melhorar nossa performance e acima de tudo  saber quem realmente habita nosso corpo. O segredo para a felicidade está ai.

COMPARTILHE
07 - outubro/2015

Com a internet, seu comportamento no mundo virtual tem o peso de 50% do total da sua Marca Pessoal. Se você ainda não usa as redes sociais e aplicativos de forma correta está perdendo ponto e deixando impressões ruins nas pessoas, logo, deixando de ter melhores resultados.

É comum as pessoas terem um comportamento virtual diferente do presencial. Isso acontece porque pensamos estar “sozinhos”, “falando com ninguém” e acabamos falando coisas que não diríamos na frente de ninguém.

erros-internet-590x389

A internet é o famoso boca-a-boca de antigamente porém, com muito mais força e alcance. Mesmo que você se sinta “sozinho” ao postar é preciso ter consciência da repercussão de suas publicações. E o que acontece é que, dificilmente seu perfil será totalmente pessoal e privado. Em suas redes sociais, por mais que não sejam profissionais, há um grande número de pessoas que são colegas de trabalho, parceiros e até mesmo clientes.

O X da questão é: quem não te conhece intimamente irá utilizar de suas publicações para construir uma imagem sua, ter uma percepção de quem você é. E é aí que eu te pergunto: suas publicações traduz o seu melhor? O que você posta te ajuda com seus objetivos ou são posts aleatórios que não acrescentam nada na sua vida e na vida dos seus ouvintes?

banner-marca-pessoal

SEMPRE RESPONDA O WHATS APP

Pode parecer boba essa dica mas, a verdade é que muitas vezes as pessoas recebem mensagens no aplicativo e não respondem, passam batido. Levando isso para o presencial é como se alguém falasse com você e você virasse as costas e saísse andando. É uma atitude legal? Acredito que não. Por isso, responda TODAS AS MENSAGENS que enviam para você. Pode ser que não consiga na hora mas, tente pelo menos dentro de 24h.

NUNCA DEIXE SEU PERFIL ABANDONADO

Você possuí perfil em diferentes redes sociais? Mantenha todas atualizadas e respondidas. Caso não consiga ser ativo em várias, escolha onde estar de forma presente. De nada adianta pulverizar seu nome na internet e abandonar a conta.

INDIRETAS JAMAIS

Por mais que achamos que indiretas são coisas dos anos 2000 ainda tem muita gente que faz. Esqueça, controle os dedos e não publique. Indireta nunca serviu de nada, muito pelo contrário, só causa confusão. Antes de uma crítica, reflita sobre seu próprio comportamento e sobre como as pessoas se sentirão ao ler aquilo.

MISTURAR PROFISSIONAL E PESSOAL

Acredito que boa parte das empresas já entendem isso mas, ainda há quem crie um perfil da empresa e vez ou outra poste uma selfie, o filho ganhando uma medalha ou o jantar com a pessoa amada. Isso depõe contra o seu negócio. Quer mostrar sua vida? Tenha um perfil separado.

SER SECO E/OU GROSSEIRO

Em frases, sejam em publicações ou respostas, as pessoas não estão ouvindo seu tom de voz, vendo seu rosto ou seus movimentos (salvo de vídeos e fotos) por isso, ao escrever, seja gentil. Use artifícios para mostrar que está sendo simpáticos (a pessoa pode interpretar a mesma frase de várias formas diferentes), os emotions são ótimos para isso mas, por favor, não exagere rsrsrs.

O mundo virtual é maravilhoso quando sabemos usa-lo a nosso favor. Promova seu negócio, conte a sua história, trabalhe o marketing de conteúdo, ajude as pessoas e acima de tudo se relacione!

COMPARTILHE